Páginas

23 janeiro 2013

Suspiros tristes.

E eu estou triste com você.
Mais uma vez,muito triste com você.
Triste com o jeito que você me olha, triste com as palavras que mal são trocadas entre nós (quando essas são trocadas).
Chegam dias até, que eu nem quero te ver ... como é triste acreditar que eu realmente sinta isso. Você pode nem perceber, ou perceber e pouco se importar, mas tudo isso faz com que, aos poucos, o caminho entre nós, vai ficando cada vez mais apertado, mais estreito, o amor (sim, porque apesar de tudo, eu sinto amor por você) vai se dissolvendo, e ironicamente, o amor dos demais a minha volta, também (...).
Eu já tentei, eu já mudei, eu já conversei, eu já tentei ser a mais carinhosa, eu já fui desonesta para te agradar,e ultimamente implorei indiretamente para que você me amasse, como pouquíssimas vezes me disse. E agora, a culpa dessa nossa relação estar petrificada, eu lamento, mas é só sua. Por que parece que você acha um absurdo, uma cabeça de 20 anos, querer mudar outra, 25 anos mais velha.
Você propositalmente, faz com que eu tenha medo de você, e é tão, mas tão triste perceber isso. Por que acredita que só assim eu te respeitarei e isso é tão injusto.
Parece que os anos vão passar e nada vai mudar..que eu não vou ter histórias pra contar para os meus filhos sobre você, sobre a gente e nossa relação..que eu nunca vou conseguir chegar correndo em casa para te contar um novidade, dar um abraço, sair juntos pela rua...
Silêncio : é exatamente e só isso que existe entre nós.
E as vezes eu paro e fico te olhando de longe e me perguntando o por que você é assim.
E haviam em que eu sentia muita raiva, muita mesmo. Mas hoje, é só decepção, tristeza, chateação..
É muito triste, mas ando me perguntando - será que eu seria sua amiga se você NÃO fosse o meu pai? Será? - e a resposta é bem clara e objetiva - NÃO! eu não seria a sua amiga! Eu não me sinto a vontade com você.
E a cada dia, vai provando que não faz a mínima questão que nos aproximemos, não faz.
E eu, sinceramente, não estou querendo mais fazer questão disso também - já o fiz muito um dia.
Eu não quero ser injusta, mas é isso:  eu tiro a conclusão que o único elo que HOJE nos liga, é o de PAI e FILHA mesmo. Só.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...