Páginas

06 fevereiro 2013

Entre lençóis.


E ainda está tudo registrado com detalhes em minha mente.
Você ali, abraçado a meu corpo e eu ao seu. Sua face sem travesseiro, deitada diretamente sobre os lenções já amassados pelo nosso amor, se encontrava diretamente em frente a minha.
Assim, eu te mirava. Mirava com olhos doces, oras cerrados, oras bem abertos para confirmar a certeza, que estava bem ali, na minha frente. Mirava com olhos doces piscantes, boca entreaberta, saliva que eu engolia pausadamente com o gosto da sua boca ainda na minha, coração batendo lentamente confortado, e no pensamento eu cantarolava uma de nossa músicas, me fazia perguntas sobre nós e me respondia, repetia o quanto eu te amava e te mirava com detalhes mais uma vez. Lia suas linhas faciais, seu leve jeito de movimentar a boca, as pequenas e quase imóveis expressões. Li seu rosto, que se mexia por segundos, sua respiração, sua barba, seus cabelos bagunçados com minha festa, mirava aquele cara que me fazia tão feliz.
E eu fiquei ali, imóvel também, desejando que aquele momento não acabasse tão cedo. Eu tinha medo de cerrar meus olhos, assim como você e descobrir que estava num sonho ao abri-los. E eu vou guardar esses longos minutos sempre. Eu ali, te olhando enquanto você dormia - ou quase - e te amando mais a cada segundo, zelando o teu sonho e sonhava  acordada.  Eu jamais quero esquecer do gosto, do beijo, do cheiro, da saliva, da sensação que você provocou e deixou em mim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...